quinta-feira, 9 de julho de 2015

Menina Mulher


   E então sutilmente ela sai de perto de todos. Ninguém a entende por ali, todos só sabem falar que ela é insensível, que não sabe nada da vida. Não, não é a primeira que ela ouve aquele tipo de coisa.

   Ela sai com um sorriso no rosto com cara de quem não se importa. Com o nariz empinado e no salto. Vai andando com todo o poder e segurança que uma pessoa pode ter. Vai até ao banheiro, fecha a porta e se encosta nela.

   E chora.

   Chora de raiva, de dor, de angústia, de ódio. Chora para poder se esvaziar de toda coisa ruim que colocaram nela. 

   E o que era o seu conto de fadas virou o seu maior pesadelo.

"- Mas quem se importa?" - perguntou ela baixinho.

   Levanta-se, arruma a roupa, seca as lágrimas do rosto, mexe no cabelo, vai ao espelho e retoca sua maquiagem. Ela ainda precisa ser a insensível que todos falam, ao menos por mais aquela noite precisava.

   Sobe novamente no salto, coloca o sorriso no rosto e vai fazer outras pessoas sorrirem. É o que ela mais ama, ver e fazer um sorriso aparecer, mesmo quando ela própria está em prantos.

   Eu como uma mera observadora espero que tudo um dia melhore. Essa pequena menina mulher faz muitos sorrirem, mas também merece sorrir. 

6 comentários:

  1. que legal seu texto, bem profundo.. amei seu blog


    www.sonhosrosa.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awwn que linda, obrigada amor <3 *3*

      Excluir
  2. Oii
    Adorei seu texto e sua escrita *-*
    Estou seguindo :*
    Ganurb

    ResponderExcluir
  3. Ótima Crônica! Parabéns...

    http://doisjeitos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

© | COISAS DA ELFA | • voltar ao topo